Notícias

Michele Cristina da Silveira Dutra nasceu para a música

Michele é mãe de Thainá, Junior, Michel, Milena, e avó de Samuel, Michele é cantora e professora de dança

Michele Cristina da Silveira Dutra nasceu para a música
Foto: Arquivo pessoal

Por July Ioris

Michele Cristina da Silveira Dutra nasceu no dia 29 de dezembro de 1976 na cidade de Capanema PR. Ela é filha de Dirceu Assis Damas da Silveira e Aparecida da Silveira e casada com Fernando Dutra. Michele é mãe de Thainá, Junior, Michel, Milena, e avó de Samuel, Michele é cantora e professora de dança.

Quando Michele era criança com apenas cinco anos, o pai que era músico costumava colocava ela em cima do sofá para ela cantar. Dirceu ensinava a filha além de cantar, como se apresentar para o público e postura no palco. Seu pai sempre ensinou ela a ouvir músicas de qualidade como  Bee Gees, The Beatles, Pholhas , Fred Mercury entre outros, ela já gostava de cantar a música "Memory" de Barbara Streisand. Quando ainda tinha cinco anos Michele participou do primeiro festival da canção, a banda de Dirceu tocava o festival e ela defendeu a música "Casinha Branca".  Depois deste primeiro, ela participou de muitos festivais e sempre ficava bem classificada e ganhava prêmios.

Dos filhos de Dirceu, Michele foi a primeira a acompanhar o pai, sempre aprendendo músicas novas, o pai incentivava e escolhia as músicas que ela ia ouvir e sempre estava ensinando a filha. Quase todos os finais de semana ela cantava em festivais, onde a banda que Dirceu tocava estava realizando o festival ela cantava. Michele ganhou vários festivais defendendo a música "Não chores por mim Argentina". "Meu pai fez parte de várias bandas que tocavam em festivais, ele me inscrevia para cantar e eu ia junto com ele, além de ficar sempre bem classificada e ganhar muitos prêmios eu aprendia muito com a banda. Foram muitos anos na estrada aprendendo músicas e participando de competições", conta Michele.

Aos 13 anos Michele foi convidada para participar da banda Nativus Status Show como cantora e aos 15 anos foi para a Banda Zatter junto com Dirceu, eles tocavam muitos bailes e festivais. Aos 16 anos ela foi cantar na banda Pedra Negra em Paranavaí e lá ficou alguns anos. Quando voltaram pra Francisco Beltrão cantou também na banda Clave de Sol, adquiriu muita experiência em bandas show. Seu pai foi chamado pra dirigir a banda Brazil Express, onde ele cantava e ela era vocalista. "De forma natural acabamos eu e meus irmãos indo para música e sempre incentivados por nosso pai, durante muitos anos trabalhamos juntos. A banda era muito conhecida e respeitada, desta forma, abriu muitas portas especialmente para mim", enfatiza a cantora.

Quando estava ainda na banda Brazil Express ela engravidou da primeira filha Thainá e cantou até os sete meses de gravidez, depois se dedicou a filha, dois anos após ficou grávida de seu segundo, Junior. Depois desenvolver o papel de mãe por um tempo voltou aos palcos. Sua volta foi na banda Ka entre Nós, ela ficou pouco tempo, logo recebeu uma proposta para se mudar para Maringá. Em Maringá participou da banda Sedução e começaram a fazer shows e bailes. Logo recebendo outras propostas para cantar na banda Apollos Band de Apucarana, onde passou algum tempo viajando por muitos lugares. Cansada de tantas viagens e ficar longe de seus filhos resolveu encontrar algo mais tranqüilo como banda de Buffet que tocava mais na cidade, cantou na banda Blackout de seu amigo Japurã, que ajudou muito Michele. 

"No carnaval de 2003 a banda que eu cantava foi chamada pelo Sérgio Poppi proprietário da banda Metrópole para fazer o carnaval em São Carlos SP. Tinha dois ambientes, na parte de baixo a banda que eu cantava e na parte de cima a banda Metrópole. Fernandão foi ver nossa banda passando o som e subiu na grade e abriu os braços para mim enquanto eu cantava. Ficamos encantados um pelo outro, foi um amor de carnaval que já dura 19 anos e tivemos muitas lutas, carinho e o que nos uniu que foi a música. Na época eu estava separada com dois filhos, uma de cinco e um de três anos e o Fernando me ajudou a criar meus filhos e fez papel de um pai super presente e dedicado", emocionada conta a cantora.

Depois eles se mudaram para São Paulo onde ela cantou em bandas de Buffet com a banda Marco Henry Company que Michele aprendeu muito com os donos da banda e foram muitos amados e acolhidos por eles. Em São Paulo engravidou do terceiro filho, Michel. Eles tinham muita vontade de voltar pra Francisco Beltrão, receberam um convite do Renato Tesser para tocar no carnaval de Marmeleiro e depois dos cinco dias Renato fez uma proposta de voltarem para Beltrão e tocar na banda, porém não viver da música. "A proposta era termos um emprego fixo e ter a música como hobby foi bem difícil no começo porque eu nunca tinha trabalhado em outra coisa que não fosse com música. Depois de um tempo engravidei da quarta filha, Milena e cantou até os últimos meses de gravidez. Fui trabalhar em uma loja onde fazia a limpeza e meu esposo de serigrafista, na banda tocavamos nos finais de semana, mas foi tomando uma proporção tão grande de shows, bailes, formaturas inclusive de Francisco Beltrão. Ficamos na banda Flor da Pele 10 anos", relata Michele. 

Em 2015 Michele teve um sonho que Deus falava para ela usar seu dom para louvar a Deus, somente a Ele, foi quando foi para igreja Evangélica. Porém em 2020 ela perdeu sua mãe que era sua melhor amiga. Nesse dia descobriu o verdadeiro evangelho que Deus deixou. O amor o próximo indiferente de suas crenças placas ou religião. Com a morte da mãe entrou em depressão, engordou bastante e teve problemas de saúde. "Eu estava sofrendo muito e pedi que Deus me desse um presente, foi então que recebi o convite da amiga Luzia para cantar no CEMAEM. Dou aula de musicalização pra crianças com autismo ao lado da equipe. Decidi me cuidar e comecei a fazer atividade física, um dia encontrei uma antiga aluna de dança a Denise que me pediu para eu voltar a dar aulas de dança. Entrei em contato com a direção da AABB e seu Nereu  Basso me deu muito apoio", diz Michele.

Michele da aula de dança desde outubro de 2020 e já emagreceu 28 kg. Ela melhorou a saúde física e mental através da dança. Como ela estava acima do peso, precisou buscar ânimo e forças para emagrecer, ela tinha que ser inspiração para suas alunas. Incentiva outras mulheres a dançar para melhorar o corpo, a mente, ganhar resistência, flexibilidade e elevar a auto-estima. Por isso ela fala que a música vai estar sempre em tudo que ela vai fizer. "Eu respiro música, pois ela esta comigo quando canto, quando danço, em minha família, meus quatro filhos amam música, só a mais velha, Thaina não está ligada a música de forma profissional. Não poderia ser diferente, lá em casa tem instrumento musical por todos os lados. Até meu netinho Samuel de quatro anos, filho de Thaina e Sasaki ama tocar bateria e cantar e é afinadinho", declara Michele.

Michele sempre esteve ligada a música, cantando ou dançando a música faz parte de sua vida, ela diz que deve tudo a música ela é grata a todas as bandas por onde passou e ao aprendizado que adquiriu durante este tempo. Deus lhe deu um dom de alegrar as pessoas através de sua arte. "Música trás a tona as emoções, cantar me faz feliz e para dançar preciso de música, minha família esta sempre rodeada de música. Ela é a nossa arte, nossa felicidade. A arte da música move o coração, a mente, o corpo, faz parte de quem está vivo. Som é vida, música é arte de quem vive. Cantar vem da alma, sou movida pela música", finaliza a cantora.

 

----------------------
Receba GRATUITAMENTE nossas NOTÍCIAS! CLIQUE AQUI
----------------------

Envie sua sugestão de conteúdo para a redação:
Whatsapp Business PORTAL DE BELTRÃO NOTÍCIAS (46) 99902.0092 / (46) 2601.0898

Cotações

Dólar Americano/Real Brasileiro

R$ 5,12

Dólar Americano/Real Brasileiro Turismo

R$ 5,30

Dólar Canadense/Real Brasileiro

R$ 3,72

Libra Esterlina/Real Brasileiro

R$ 6,37

Peso Argentino/Real Brasileiro

R$ 0,01

Bitcoin/Real Brasileiro

R$ 339.500,00

Litecoin/Real Brasileiro

R$ 407,83

Euro/Real Brasileiro

R$ 5,45

Clima

Sábado
Máxima 28º - Mínima 20º
Céu nublado com aguaceiros e tempestades

Domingo
Máxima 25º - Mínima 20º
Céu nublado com aguaceiros e tempestades

Segunda
Máxima 25º - Mínima 21º
Céu nublado com aguaceiros e tempestades

Terça
Máxima 25º - Mínima 19º
Céu nublado com aguaceiros e tempestades

Quarta
Máxima 23º - Mínima 15º
Períodos nublados

Sobre os cookies: usamos cookies para personalizar anúncios e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.