Notícias

Governo brasileiro adota prudência para não ser pautado por 'antidiplomacia de post' de Israel

Governo brasileiro adota prudência para não ser pautado por 'antidiplomacia de post' de Israel
Foto: Ricardo Stuckert / PR

Após a escalada nas medidas e no tom da crise diplomática aberta entre Brasil e Israel, o governo brasileiro decidiu ajustar os rumos das manifestações públicas.

Segundo diplomatas, a hora é de adotar prudência e usar o tom certo nas falas, para não ser "pautado pela antidiplomacia de posts" adotada por Israel – e que atende somente aos interesses políticos do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu.

Lula errou ao comparar a ofensiva das forças israelenses na Faixa de Gaza após o ataque terrorista do Hamas em 7 de outubro de 2023 com o Holocausto nazista capitaneado por Adolf Hitler.

Mas Israel, por meio de seu chanceler, Israel Katz, teve reação desmedida ao expor o embaixador brasileiro, Frederico Meyer, como fez. E diplomatas entendem que o jogo político iniciado ali precisa ser interrompido.

Segundo essas fontes, a escalada da agressividade no tom de Katz mudou o patamar da crise. O chanceler israelense chegou a dizer que a comparação de Lula foi um "cuspe na cara dos judeus brasileiros".

Um dos diplomatas resumiu a postura que será adotada a partir de agora: "Não vamos ser pautados pela antidiplomacia do governo Netanyahu. Uma Casa que tem o Barão do Rio Branco como patrono não vai ficar 'tretando' por redes sociais".

A "antidiplomacia de post" de Netanyahu foi duramente criticada internamente no governo. Agora, com a consciência de que escalar o conflito é alimentar uma realidade que só joga a favor de Netanyahu.

Os diplomatas afirma que o foco agora deve se voltar para o G20 e a situação dos civis palestinos e dos reféns israelenses – e a comunicação pública deve refletir isso.

Reações

Nesta quarta-feira (21), mais uma vez, o ministro das Relações Exteriores de Israel se dirigiu ao presidente Lula em uma rede social.

Ele publicou um vídeo ao lado de uma brasileira que sobreviveu ao ataque terrorista do Hamas em outubro de 2023. No vídeo, Rafaela Triestman conta detalhes dos ataques e critica a atuação do governo brasileiro.

Em nota, o Palácio do Planalto rebateu. Disse que o Brasil prestou assistência aos brasileiros na região, condenou os ataques do Hamas e ofereceu condolências e os serviços consulares aos brasileiros.

Diplomatas entendem , internamente, que houve tentativa de explorar o sofrimento humano para fins políticos nesse episódio.

Também nesta quarta, o Brasil nomeou o diplomata Fábio Moreira Farias para ser encarregado de negócios do Brasil em Tel Aviv, um cargo de nível hierárquico menor do que o de embaixador. É mais um sinal de que os dois países estão com o diálogo prejudicado.

G1

----------------------
Receba GRATUITAMENTE nossas NOTÍCIAS! CLIQUE AQUI
----------------------

Envie sua sugestão de conteúdo para a redação:
Whatsapp Business PORTAL DE BELTRÃO NOTÍCIAS (46) 99902.0092 / (46) 2601.0898

Cotações

Dólar Americano/Real Brasileiro

R$ 5,12

Dólar Americano/Real Brasileiro Turismo

R$ 5,30

Dólar Canadense/Real Brasileiro

R$ 3,72

Libra Esterlina/Real Brasileiro

R$ 6,37

Peso Argentino/Real Brasileiro

R$ 0,01

Bitcoin/Real Brasileiro

R$ 338.424,00

Litecoin/Real Brasileiro

R$ 402,72

Euro/Real Brasileiro

R$ 5,45

Clima

Sábado
Máxima 28º - Mínima 20º
Céu nublado com aguaceiros e tempestades

Domingo
Máxima 25º - Mínima 20º
Céu nublado com aguaceiros e tempestades

Segunda
Máxima 25º - Mínima 21º
Céu nublado com aguaceiros e tempestades

Terça
Máxima 25º - Mínima 19º
Céu nublado com aguaceiros e tempestades

Quarta
Máxima 23º - Mínima 15º
Períodos nublados

Sobre os cookies: usamos cookies para personalizar anúncios e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.